Como saber qual é o preço certo para vender a minha casa?

Determinar o preço certo é fundamental para o sucesso da venda de um imóvel. Por exemplo, se colocar o preço da casa abaixo do valor real, venderá a casa mais rapidamente, no entanto perderá dinheiro.
Por outro lado, se deixar o preço muito alto, o imóvel demorará mais para vender e também perderá aquele status de “novidade no mercado”, que muitas vezes atrai potenciais compradores.
Então, como saber qual é o preço certo para vender a minha casa?
No post de hoje perceba quais são os principais fatores analisados para elaboração do preço de venda de um imóvel.

Como se determina o preço de um imóvel?

Peça fundamental no processo de venda, o preço do imóvel deve ser cuidadosamente estudado e avaliado antes de ser divulgado para o mercado.

Há inúmeros fatores que são levados em consideração na hora de fazer a composição de preço. Existem situações e características que são muito particulares de cada imóvel. Por isso, todos os pormenores devem ser levados em consideração para não deixar “dinheiro na mesa”, e assim conseguir precificar da forma mais precisa possível.

Entretanto, há sim algumas características básicas que são fundamentais em todas as análises de preços realizadas por bons profissionais do segmento imobiliário. Abaixo listo os principais pontos que devem ser avaliados na hora de compor o preço de venda de uma casa.

Localização

Esta característica é de extrema importância, e é também o ponto de partida para termos uma base de qual será o valor do imóvel.
O preço do metro quadrado pode variar imenso, até mesmo dentro da própria freguesia. É preciso observar se o imóvel tem fácil acesso aos transportes públicos, comércios próximos, boas escolas nas redondezas, proximidade ao centro, fácil acesso aos serviços de saúde.. Todos esses são pontos importantes e que valorizam o imóvel.
Sem dúvida, o fato de não precisar de carro para acessar essas facilidades é uma mais valia, já que nem todas as pessoas possuem carro ou pretendem utilizá-lo com frequência.

Estado do imóvel

Novos, remodelados ou por recuperar?
O estado de conservação do imóvel também é levado em consideração no momento da elaboração do preço. Quanto mais reformas forem necessárias, menor será o valor do imóvel. Por isso, imóveis novos e remodelados certamente são mais valorizados. Muitas vezes é até aconselhável que o proprietário realize algumas reformas pontuais antes da venda, para assim ter a chance de conseguir um valor melhor. É preciso avaliar todas as possibilidades para se fazer um bom negócio.

Certificado Energético

Se o imóvel possuir uma boa classificação no Certificado Energético, ele será mais valorizado. Isso porque os imóveis bem classificados estão preparados para oferecer um conforto térmico melhor aos moradores. Dessa forma, não será preciso investir em remodelações relacionadas ao isolamento térmico do imóvel, que podem custar bastante dinheiro. E além disso, há também o fator da economia de energia, já que exigirá menos gastos dos proprietários com aquecimento no inverno, e resfriamento no verão.

Tamanho do imóvel

A área do imóvel também é uma das características fundamentais na hora de compor o preço, uma vez que os valores são calculados com base no valor do metro quadrado disponível.
Para se calcular de maneira mais precisa, é preciso diferenciar também a área bruta da área útil do imóvel, já que há áreas externas que não possuem o mesmo valor das áreas úteis internas.

Ano de construção

De maneira geral, quanto mais antigo é o imóvel, menor é o valor dele. Imóveis muito antigos exigem grandes remodelações e manutenções com uma maior frequência. É preciso levar em consideração o ano de construção do imóvel e se ele já passou por reformas ou não. Esses são pontos que fazem diferença na hora de precificar o imóvel.

Orientação de exposição solar

Este é um fator que não passa desapercebido aos compradores mais atentos. A exposição solar é uma característica que pode valorizar ou desvalorizar um imóvel. Ter uma casa bem iluminada e com boa exposição solar, além de agradável, representa também uma boa economia com a conta de energia.

Todos esses são fatores importantes que devem ser levados em consideração na hora de precificar um imóvel. É imprescindível também que se tenha conhecimento dos preços dos imóveis, e vendas praticadas recentemente na região onde o imóvel está localizado. Com as mudanças e instabilidades do mercado é preciso estar atento às oscilações e tendências de crescimento ou diminuição de preços.

Precisa de ajuda para comprar ou vender uma casa?
Agende uma conversa!
Sandra Mendes – Consultora Imobiliária
📲(+351) 915 111 442 (WhatsApp)
📩 sandramendes@zome.pt 

À procura de uma nova oportunidade de trabalho? Faz como eu, muda de vida e vem fazer parte desta equipa vencedora.

close

Inscreva-se na nossa Newsletter para receber todas as nossas novidades no seu email!

* Ao subscrever-se você concorda com a recolha e tratamento dos seus dados pessoais para envio de e-mails.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *