3 formas de obter rendimento através do imobiliário


Está à procura de formas de investir o seu dinheiro para obter rendimento?
Neste post eu compartilho 3 formas de obter rendimento através de investimento no imobiliário. Certamente é possível fazer ótimos negócios. No entanto, antes de fazer este tipo de investimento é mesmo importante pesquisar e contar com bons profissionais para o auxiliar.

1- Imóvel para arrendar

Comprar imóveis para arrendar é, sem dúvida, uma das formas mais comuns de investimento para os portugueses.
Conseguir um financiamento bancário não é para todos. Por isso, aqueles que têm condições acabam por investir em imóveis para arrendamento. Dessa forma, muitas vezes o proprietário consegue pagar a prestação, e ainda sobra uma quantia para pagar as despesas do imóvel. E, em alguns casos, ainda poupar algum dinheiro.

Com os valores de arrendamento a subir constantemente, não é difícil imaginar este cenário como uma boa opção de investimento. Entretanto, é preciso ter atenção para fazer boas escolhas na hora de escolher o imóvel para compra.

Se pensa fazer este tipo de investimento, é imprescindível que esteja atento ao custo de investimento do imóvel versus o valor da renda. Neste caso, é preciso pensar como um investidor e não como um morador. Considere sempre “Qual é o imóvel que trará o maior valor de arrendamento, com o menor custo de investimento”.

Por exemplo, há um apartamento T1. Com uma ótima localização, a ser vendido por 150.000€. Mas que exige uma pequena reabilitação. Enquanto há uma segunda opção de apartamento T2. Novo, contudo num local mais afastado. A ser vendido pelos mesmos 150.00€. Neste exemplo acima ambos têm um valor estimado de arrendamento de 600€. Qual deve escolher? Qual deles seria a melhor opção para investimento?

Certamente, são muitas as questões a serem consideradas. O exemplo acima foi apenas para ilustrar algumas questões que costumam ocorrer durante o processo de escolha do imóvel. E para evitar que faça um mau negócio, é importante contar com auxílio profissional. Para orientar com a maior precisão e riqueza de detalhes possível.

2- Remodelar e colocar à venda novamente

Outra forma de investir no imobiliário é comprar imóveis que precisam de uma reabilitação. Realizam-se obras nesses imóveis. E são re-colocados no mercado, renovados, para venda. Nesta modalidade não há um rendimento mensal como o do arrendamento. Mas sim um ganho único na hora da venda do imóvel. Por valor superior ao da compra + o valor das despesas de remodelação.

Escolher um imóvel que exija grandes obras envolvem gastos que devem ser cuidadosamente considerados.
Pois para além do gasto com os materiais e o tempo que o imóvel ficará parado, é preciso considerar as despesas inerentes, principalmente as despesas com a mão de obra. A mão de obra na área da construção civil é cada vez mais escassa. Por isso, é bastante difícil encontrar bons profissionais disponíveis. E a cobrar bons preços pelos serviços também.
Porém, se encontrar uma boa oportunidade de negócio, é possível fazer excelentes negócios. Mesmo que exijam obras maiores.

Outro cenário que costuma ser bastante interessante para os investidores, é quando o imóvel necessita apenas de uma breve remodelação. São ajustes simples, que exigem pouco dinheiro, mão de obra e tempo. Como é o caso de uma pintura, instalação de revestimentos simples, móveis e decoração. No entanto, tenha em mente que imóveis mais bem conservados tendem a ter preços superiores também. Por isso, é importante avaliar com cuidado antes iniciar a compra.

3- Transformar um imóvel em Alojamento Local

Transformar um imóvel em Alojamento Local também se tornou uma boa opção para os investidores. Ao invés de arrendar o imovel através de um contrato de longo prazo, a opção é disponibilizá-lo para arrendamento por curtos períodos. Por alguns dias, ou poucos meses. E realiza-se a reserva através de plataformas online ligadas ao turismo. Como por exemplo, o Airbnb.

Nesta modalidade de investimento é possível maximizar muito os ganhos. De forma a obter duas, ou até três vezes mais do que se ganharia ao arrendar o imóvel da forma tradicional. No entanto, também é preciso ter cuidados antes de investir. Há uma série de requisitos que o imóvel precisa cumprir para se enquadrar como um Alojamento Local. Imóveis mais novos (ou remodelados) e bem localizados, são os mais indicados para esta modalidade.

É preciso preparar o imóvel para receber os hóspedes. Os imóveis devem ser mobilados, e equipados, e estar com tudo a funcionar em perfeitas condições. Ter equipamentos de segurança com fácil acesso na casa, como extintores de incêndio e kit de emergência. Além, claro, de manter a limpeza e manutenção periódica do imóvel.

Para este tipo de investimento os ganhos tendem a ser maiores, mas por outro lado exige-se mais dos proprietários também. Toalhas limpas nas casas de banho, roupas de cama novas, entre outros. Tenha em mente que irá providenciar um serviço como o de um hotel.

Além disso, deve-se considerar as taxas de administração cobradas pelas plataformas. E também os impostos que devem ser pagos às Finanças. Tal como os arrendamentos de longo prazo, os AL também têm obrigações a cumprir.


Precisa de ajuda para comprar ou vender uma casa?
Agende uma conversa!
Sandra Mendes – Consultora Imobiliária
📲(+351) 915 111 442 (WhatsApp)
📩 sandra@sandramendeshouses.com

À procura de uma nova oportunidade de trabalho? Faz como eu, muda de vida e vem fazer parte desta equipa vencedora.

close

Inscreva-se na nossa Newsletter para receber todas as nossas novidades no seu email!

* Ao subscrever-se você concorda com a recolha e tratamento dos seus dados pessoais para envio de e-mails.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *